Soluções Baseadas na Natureza (SbN) – Fitorremediação

 

Soluções Baseadas na Natureza (SbN) para Gestão de Águas

 

 

Agenda 2030

 

 

“Trabalhando com a natureza para melhorar a gestão dos recursos hídricos, alcançar a segurança hídrica e
contribuir para aspectos essenciais do desenvolvimento econômico, ambiental e social atendendo tanto empresas,
indústrias, agronegócio, como também municípios de pequena, média e alta densidade populacional”

 

 

As Soluções Baseadas na Natureza (SBN) são soluções para desafios que surgem a partir da necessidade de maior interação entre o ser humano e o meio ambiente. As SBN podem envolver a conservação, restauração ou reabilitação de ecossistemas naturais e/ou o aprimoramento ou a (re)criação de processos naturais em ecossistemas modificados ou artificiais. Assim, as SBN para a gestão da água são intervenções humanas inspiradas e apoiadas pela natureza, que usam ou imitam processos naturais para efetivamente contribuir para o melhor gestão das águas.

 

As soluções baseadas na natureza são inspiradas e apoiadas pela ONU – Organização das Nações Unidas e usam, ou simulam, processos naturais para oferecer opções para o aperfeiçoamento do gerenciamento dos recursos hídricos. Essas soluções têm como objetivo lidar com problemas como: a escassez e degradação hídrica, o avanço do nível do mar, as enchentes, o desaparecimento da biodiversidade em terra, mar, etc.

 

Aplicamos até 10 ODS em nossos projetos de SbN

 

As soluções baseadas na natureza andam em conjunto com a economia verde entretanto não estão limitadas apenas à infraestrutura verde, mas tem foco na busca por atingir os ODS – Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável / Agenda 2030. Em termos de custo-benefício, muitas vezes podem ser mais eficientes que a infraestrutura cinza, considerada a principal forma de gestão da águas no Brasil.

 

De acordo com o coordenador e diretor do Programa Mundial de Avaliação dos Recursos Hídricos (WWAP, na sigla em inglês) da UNESCO, Stefan Uhlenbrook em entrevista ao Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio) durante o Fórum Mundial da Água em Brasília (DF), o especialista afirmou que a chamada infraestrutura verde ou soluções baseadas na natureza, é subutilizada globalmente, respondendo por apenas 5% dos investimentos no setor de água.

 

Há três principais objetivos que podemos atingir com as soluções baseadas na natureza. Um deles é aumentar a disponibilidade de água, tanto para o consumo como para a agricultura e a indústria. Outro objetivo é aumentar a qualidade da água, que está se degradando devido a uma série de atividades humanas. O último é reduzir os riscos associados à água, como as secas e enchentes. Todos são objetivos do INCT CO2 Zero em parceria com a LIAMARINHA para gestão da água, que podemos atingir através das soluções baseadas na natureza e revitalização de ambientes críticos e vulneráveis.

 

A mais recente edição do relatório da ONU reconhece a água não apenas como um elemento isolado, mas como parte de um processo natural complexo que envolve evaporação, precipitação e absorção da água pelo solo. A presença e a extensão da cobertura vegetal – como pastagens, zonas úmidas e florestas – influenciam o ciclo da água e podem representar o foco de ações para a melhoria da quantidade e da qualidade da água disponível por meio de SbN. A produção agrícola mundial poderia crescer cerca de 20% se fossem usadas práticas de SbN na gestão da água. O estudo citado pelo relatório da ONU avaliou projetos de desenvolvimento agrícola em 57 países de baixa renda e descobriu que o uso mais eficiente da água, aliado à redução do uso de pesticidas e a melhorias na cobertura do solo, elevou o rendimento das colheitas em 79%.

 

A chamada infraestrutura “verde”, em oposição à tradicional infraestrutura “cinza”, concentra-se em preservar as funções dos ecossistemas, sejam naturais ou artificiais, e na engenharia ambiental para melhorar a gestão dos recursos hídricos. A infraestrutura SbN apresenta vários usos na agricultura, de longe o maior consumidor de água. Contribuindo para o desenvolvimento de sistemas de irrigação mais efetivos e econômicos, por exemplo, a infraestrutura verde pode reduzir as pressões sobre o uso da terra, limitando a poluição, a erosão do solo e as necessidades hídricas.

 

É importante destacar que o investimento para implantação das SbN não necessariamente exige recursos financeiros adicionais, pois normalmente envolvem apenas o redirecionamento ou o uso mais efetivo dos financiamentos já existentes. Consulte-nos!

 

LIAMARINHA O parceiro de SbN do INCT CO2 Zero 

 

O INCT CO2 Zero tem a honra e o prazer de apresentar ao mercado o seu parceiro SbN, a conceituadíssima LIAMARINHA é uma instituição de base tecnológica que trabalha com o desenvolvimento e aplicação de biotecnologias ecológicas e sustentáveis para o tratamento e remediação de águas e efluentes. Através da inovação tecnológica e processos sustentáveis, nós oferecemos soluções que priorizam a revitalização do meio ambiente e melhoram a qualidade de vida e saúde da população. Para isso, oferecemos tecnologias que podem melhorar a qualidade das águas, tratar efluentes sanitários e industriais, revitalizar e remediar corpos e cursos d’água.

 

A grande demanda por tecnologias de baixo custo, sustentáveis e com apelo ambiental vêm ganhando espaço em diversos setores da indústria. Pensando nisso, a LiaMarinha oferece soluções que não utilizam produtos químicos, não demanda energia elétrica e tem baixo custo de operação e manutenção quando comparado aos sistemas convencionais e até mesmo outras soluções baseadas na natureza mas que possuem alto custo operacional. As nossas soluções além de eficientes, permitem integrar a sociedade em ambientes esteticamente agradáveis, estimulando o desenvolvimento da consciência socioambiental.

 

A empresa está localizada na cidade de Viçosa/MG na incubadora Centev/UFV. A incubadora está ligada a Universidade Federal de Viçosa, o

que possibilita a interação entre empresa e universidade, onde podemos trabalhar de forma colaborativa com pesquisadores, estudantes e empresas, buscando desenvolver e aplicar biotecnologias ecológicas e sustentáveis para melhorar a qualidade das águas, meio ambiente e melhorar a qualidade de vida da sociedade.

 

Viçosa – MG

Remediação de lagoas e rios com SbN – tecnologias baseadas na natureza
e revitalização de ambientes vulneráveis

 

Os projetos de revitalização de ambientes vulneráveis é uma das iniciativas do INCT CO2 Zero e da LIAMARINHA, que visa recuperar os ecossistemas aquáticos e o entorno de lagoas e rios, promovendo a biorremediação da água e retenção de sedimentos, além de propiciar espaços de lazer, recreação e equipamentos de contemplação e aproximação da população à lagoas e rios.

 

A filosofia de trabalho do INCT CO2 Zero e da LIAMARINHA estão alinhados com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, no que tange políticas públicas. Os projetos desenvolvidos são capazes de promover sustentabilidade econômica, social e ambiental, universalização de acesso e qualidade de águas.

 

A melhoria da qualidade ambiental e das águas traz, consequentemente, melhoria da qualidade de vida da população e dos indicadores socioeconômicos, o que atrai investimentos públicos, financiamentos facilitados e capital privado com ética ambiental, elevando a competitividade dessas regiões quando comparadas a outros centros urbanos. 


 

ILHAS FLUTUANTES

 

 

As ilhas flutuantes são uma solução baseada na natureza, que imitam as zonas úmidas naturais, áreas que apresentam grande capacidade de filtrar contaminantes orgânicos e inorgânicos da água. Elas possibilitam a realização da fitorremediação das águas de forma controlada, uma vez que servem como suporte para vegetação utilizada.

 

A estrutura das ilhas flutuantes é formada por módulos que apresentam características como flutuabilidade, durabilidade, flexibilidade, fácil instalação e acessibilidade. Esta estrutura é envolvida por uma camada de fibra orgânica natural e complementada por um meio de plantio para o crescimento da vegetação. A vegetação é fixada nas ilhas flutuantes de forma a criar um ecossistema sustentável que proporciona habitat para a fauna selvagem e enriquece a biodiversidade aquática.

 

Com o crescimento da vegetação, sobre a ilha, as raízes submersas se tornam uma superfície atraente para os microrganismos, que depuram a água através da decomposição, absorção e transformação metabólica de nutrientes e outros contaminantes. Essa área de superfície das raízes também ativa processos físicos como filtragem e aprisionamento de sólidos em suspensão.

 

 

BARREIRAS FILTRANTES

 

As barreiras filtrantes são uma medida para controle e estabilização de partículas sólidas, auxilia na biodegradação e adsorção de alguns metais. As barreiras filtrantes são compostas de material geotêxtil e fibras orgânicas naturais.

 

O uso da barreira suaviza o fluxo de escoamento da água e retém material suspenso, esse material sedimenta e se deposita no fundo do rio. A utilização da fibra orgânica na barreira acrescenta um sistema que apresenta eficiência na adsorção de metais, elevada capacidade de retenção de umidade e alta porosidade, o que possibilita sua atuação na redução da turbidez através da retenção de sólidos em suspensão e dissolvidos, e como suporte para o crescimento e manutenção de microrganismos, que serão responsáveis por degradar a matéria orgânica presente na água.

 

 

 

SISTEMA DE ALAGADOS CONSTRUÍDOS

 

As zonas úmidas são utilizadas para caracterizar vários ecossistemas naturais que ficam parcial ou totalmente inundados durante o ano e onde ocorrem processos anaeróbios, tais como várzeas dos rios, pântanos, mangues, brejos e os banhados.

 

Os sistemas de alagados construídos reproduzem algumas características desses ecossistemas naturais, de forma controlada, para o tratamento de águas contaminadas com efluentes domésticos ou industriais. Estes sistemas são concebidos e executados para utilizarem processos naturais no tratamento de efluentes, eles surgem como uma alternativa de sistema de tratamento de efluentes com diversos potenciais de utilização, tais como em projetos paisagísticos e de edificações.

 

O sistema é composto por tanques preenchidos por um meio filtrante poroso e inerte, que serve de suporte para o cultivo de macrófitas, que realizam o processo de fitorremediação. No meio filtrante desenvolve-se um biofilme associado às raízes das plantas, juntos exercem a remoção de poluentes, por meio de processos físicos, químicos e biológicos. A tecnologia não utiliza produtos químicos, apresenta menor custo de implantação, manutenção e fácil operação.

Sistema de alagados construídos em escala piloto para polimento dos efluentes gerados nos experimentos

 

 

 

 

 

 

CRITÉRIOS DE PROJETOS

 

Após o fechamento do acordo contratual a realização dos projetos se desenvolverão em três etapas:

Etapa 1 –  Estudos Preliminares: Etapa destinada à coleta das informações de referência que representem as condições preexistentes, de interesse para instruir a elaboração do projeto.

 

Etapa 2 –  Projeto Básico: Etapa destinada à concepção e à representação das informações técnicas provisórias de detalhamento do objeto do projeto e de seus elementos, instalações e componentes, necessárias ao inter-relacionamento das atividades técnicas de projetos e suficientes à elaboração de estimativas aproximadas de custos e de prazos dos serviços implicados.

 

Etapa 3 – Projeto Executivo: Etapa destinada à concepção e à representação final das informações técnicas e de seus elementos, instalações e componentes, completas, definitivas, necessárias e suficientes à licitação (contratação) e à execução dos serviços de obra correspondentes.

Contrate-nos!

 

 

SOLUÇÕES NO ÂMBITO ECONÔMICO, SOCIAL E AMBIENTAL EM UM ÚNICO PROJETO
(Turn Keys Solutions – Chave na Mão)

 

  • Programa de desenvolvimento de ecoturismo e revitalização do patrimônio natural, cultural e histórico com geração de emprego e renda;
  • Restauração ambiental completa do estado ecológico de áreas úmidas e do funcionamento hidrológico de rios e lagos por meio de tecnologias baseadas na natureza (SbN) quê  além da descontaminação sem uso de produtos químicos, o processo também conservará as espécies ameaçadas de extinção e seus habitats naturais, preservando assim a biodiversidade com conservação da fauna e flora;
  • Gestão dos resíduos, águas residuais e energia;
  • Recuperar e reestabelecer a manutenção e o equilíbrio de ecossistemas com revitalização e proteção da paisagem;
  • Composição de estruturas e equipamentos de lazer, propiciando espaços multifuncionais de contemplação da população perante todo o ecossistema;
  • Promoção da reurbanização e revitalização dos acessos e caminhos pertinentes com a utilização de infraestruturas verdes;
  • Integração da gestão ambiental ao ecoturismo, educação ambiental e gestão dos resíduos sólidos no qual garantam a correta revitalização do ponto de vista ambiental, social e econômica das comunidades e municípios que receberão o projeto;
  • Criação de jardins botânicos, eco museus, parque ornitológico com torres de observação de pássaros – Bird Watching;
  • Criação de corredores ecológicos, áreas de piscicultura, centro de educação, tratamento de efluentes de comunidades ribeirinhas, central de monitoramento ambiental;
  • Restauração do estado ecológico de zonas úmidas e o funcionamento hidrológico de rios e lagos;
  • Restauração do patrimônio natural, cultural e histórico;
  • Desenvolvimento de novos modelos econômicos para a população tradicional e vulneráveis com geração de emprego e renda por meio de implantação de processo produtivo;
  • Tratamento de efluentes sanitários e industriais em comunidades vulneráveis;
  • Fortalecimento da capacidade institucional e técnica por meio da implantação de Governança Corporativa/Ambiental, além de ações de sensibilização e conscientização populações locais sobre biodiversidade;
  • Por não utilizar produtos químicos, torna-se outro ponto de redução das emissões de CO2, pois a produção, transporte e consumo destes produtos implica em emissões e ao não utilizá-los, evita-se a propagação de GEE e ainda reduz 90% da energia consumida comparado com sistemas convencionais de tratamento de águas e esgotos;
  • Gerar Créditos de Carbono: as baixas emissões nos processos; ausência de insumos externos; e por não gerar lodo evita o transporte de resíduos e o projeto dependendo de volume tem o potencial para gerar créditos de carbono comercializáveis e que diminuem o payback do investimento na tecnologia e quando comparado com sistemas convencionais de tratamento de efluentes a redução é maior ainda;
  • Implantar tratamento de efluentes sanitários e de resíduos sólidos nas comunidades ribeirinhas e em áreas de alagados, áreas de ressacas e palafitas;
  • Fortalecer a capacidade institucional, técnica e econômica de parques e de UC – Unidades de Conservação / reserva florestal e sensibilizar as populações locais sobre questões de biodiversidade.
  • Criação de zonas úmidas para tratar águas residuais industriais;
  • Substituição das lagoas de estabilização por ilhas flutuantes;
  • Aplicação de infraestruturas verdes para proteção dos mananciais, adicional as matas ciliares em margens nuas;
  • Inclusão de ilhas flutuantes como estações de tratamento de esgoto;
  • Inclusão de bio fazendas para tratamento de lodo por meio de fitorremediação;
  • Inclusão de ilhas flutuantes para tratamento de lodo;
  • Fitorremediação para proteção e descontaminação de mananciais e rios.

 

Projeto de Drenagem Urbana

 

Desenvolvemos projeto inovador de manejo de águas pluviais urbanas baseadas na natureza – SbN que não se limita ao meio técnico tradicional de infraestrutura cinza pois integramos drenagem urbana aos problemas ambientais e sanitários das águas urbanas. Desta forma, além da consideração de vazões e volumes de inundações, abordam-se as questões de qualidade das águas, poluição difusa, transporte e retenção de resíduos sólidos e utilização das águas pluviais urbanas como recurso hídrico de grande significância ao urbanismo e estética da cidade conforme conceito de Righetto et al, 2009, mas com tecnologias de vanguarda e totalmente inovadora, além é claro de ser de baixo custo comparado com os sistemas tradicionais de ETA – Estação de Tratamento de Águas e ETE – Estação de Tratamento de Esgoto.

 

PAISAGISMO SEGUINDO OS CONCEITOS E CERTIFICAÇÕES EM SUSTENTABILIDADE (LEED – dentre outras)

 

Paisagismo ecológico estuda e considera as relações ecossistêmicas existentes para além dos aspectos físicos (tipo de solo, umidade, elevação, clima etc.) da paisagem, considerando também o fluxo de água, energia, nutrientes, plantas e animais entre os diferentes ecossistemas que a compõem. […] seu planejamento foca no planejamento espacial e na organização de usos e relações na paisagem para atingir certos objetivos, tais como a sustentabilidade ou recuperação ecossistêmica.

 

Portfólios em projetos de paisagismo:

  • inclusão ou recuperação de espécies vegetais nativas;
  • utilização de infraestrutura verde, tais como bio valeta, jardins de chuva, telhado verde, alagados construídos;
  • fitorremediação SbN, ou seja, remediação de solo e água poluídos, através da utilização de espécies vegetais com soluções baseadas na natureza;
  • recuperação de ecossistemas, tais como manguezais, restingas, brejo, biomas.

PORQUÊ ESCOLHER AS SOLUÇÕES DO INCT CO2 ZERO – LIAMARINHA?

 

Ponto sine qua non para qualquer projeto desenvolvido pelo INCT além da conformidade com as normas ISO International Organization for Standardization é o atendimento a legislação brasileira em especial a Lei 11.445/2007 que trata da Política Nacional de Saneamento Básico e a Lei 9433/97 que trata da Política Nacional de Recursos Hídricos e a que trata da Política Nacional de Resíduos Sólidos Lei 12305/2010 e demais legislações pertinentes ao tema;

 

A rapidez, transparência e a ética do qual os projetos são tratados por todos no INCT e seus stakeholders de forma limpa e dentro dos preceitos republicamos sem compactuar com a corrupção. (Veja como contratar o INCT por inexigibilidade de licitações em Contrate-nos);

 

Equipe altamente capacitada  composta por cientistas, engenheiros, doutores e mestres em suas especializações;

 

Com o interesse de preservar os diversos corpos hídricos, o tratamento ecológico de esgoto e a remediação/recuperação de ecossistemas aquáticos, colaboramos para tomada de decisão inerente à gestão municipal que por ser uma mudança de paradigma no tratamento de efluentes e resíduos, necessita de uma orientação especializada e nosso corpo técnico está pronto para orientar projetos dos mais diversos portes e de soluções variadas;

 

Um grande diferencial do INCT é que como o tratamento SbN não gera lodo nem odor e deve ser visto como uma tecnologia inovadora a ser considerada na construção de novas ETEs ou ETAs por não gerar passivos ambientais devido a transportes e destinação destes resíduos, e para além disso, as tecnologias que empregamos, atingem os parâmetros exigidos pelos órgãos ambientais em um nível até superior, sem a necessidade de produtos químicos. Além de ocorrer uma valorização imobiliária do local, podendo se configurar como um parque público visitável – Jardim Flutuante.

 

Os nossos projetos somam nos atrativos turísticos da cidade, aliando natureza e biotecnologia de ponta e promover a conservação da biodiversidade da fauna e da flora, assegurando a conservação do patrimônio ambiental e paisagístico e contribuindo com o crescimento urbano responsável e inteligente.

 

A filosofia de trabalho do INCT CO2 Zero e Liamarinha estão afinados com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU no que tange políticas públicas para o desenvolvimento sustentável. As SbN – soluções tecnológicas baseadas na natureza são capazes de promover 10 dos 17 objetivos, principalmente na promoção de sustentabilidade econômica, social e ambiental, universalização de acesso a águas de qualidade. A caracterização esperada para o efluente sanitário urbano é apresentada seguindo os valores constantes na NBR 7229/92 e literaturas complementares.

 

 

O DIFERENCIAL DA TECNOLOGIA DO INCT/LIAMARINHA EM PROJETOS DE SbN

 

  • Quando comparado a outros sistemas para tratamento de águas as soluções baseadas na natureza têm como principais vantagens:

 

FÁCIL OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO;
BALANÇO DE CARBONO COM EFEITO POSITIVO, por se basear no potencial depurador das espécies vegetais, o dióxido de carbono (CO2) gerado pela quebra da matéria orgânica é consumido pelas plantas;
NÃO HÁ GERAÇÃO DE LODO, uma vez que em alagados construídos toda a matéria é biodegradada pela zona de raízes ou consumida pelos vegetais. Dessa forma não há necessidade de um plano de remoção ou gerenciamento de resíduos, pois o sistema de alagados construídos é concebido para gerar apenas água de reuso;
VALORIZAÇÃO DO AMBIENTE, através de um projeto paisagístico único e certificado dentro dos padrões de sustentabilidade e design internacional, os ambientes, onde há implantação dos alagados construídos ou ilhas flutuantes, são seguros e convidativos para transitar e se torna um local de contemplação que pode ser vivenciado por qualquer usuário e não necessariamente apenas pelos técnicos que operam o processo;
A implantação das ilhas flutuantes proporciona a CRIAÇÃO DE HABITAT para peixes, pássaro e polinizadores;
INEXISTÊNCIA DE MAUS ODORES no entorno dos sistemas;

Tecnologia 100% nacional, valorize o que é Nosso!

MENOR CUSTO quando comparado aos sistemas convencionais.

 

TECNOLOGIA 100% NACIONAL – a transferência de tecnologia é garantida por contrato e tanto os equipamentos

quanto as plantas macrófitas são produzidas  e cultivadas em território nacional.

 

Atendemos as recomendações da UNESCO e UN Water estabelecidas no Fórum Mundial das Águas realizado em 2018 e estamos implantando SbN Soluções Baseadas na Natureza com tecnologia 100% NACIONAL e está na hora começarmos a valorizar o que é Nosso, que foi produzido com o suor e intelecto do brasileiro, que em termos de criatividade, qualidade, tecnologia e inteligência, não perde absolutamente nada para as outras grandes nações.

Desde Santos Dumont que foi aeronauta, esportista e inventor brasileiro considerado o Pai da Avião, Santos Dumont projetou, construiu e voou os primeiros balões dirigíveis com motor a gasolina do planeta terra e até os dias atuais, sempre tivemos grandes e ilustres brasileiros com destaques em várias áreas e se tratando de tecnologia e inovação o Brasil é destaque sempre!

 

Contrate-nos!

Links Relacionados:

“O INCT tem foco nas salvaguardas dos conjuntos de habitats ocupados pelas espécies ameaçadas, consciente de que elas constituem um recurso de grande valor econômico, cultural, científico e recreativo, cuja perda seria irreparável e trabalhamos arduamente para aumentar a capacidade de resiliência de ecossistemas e promover sua adaptação e mitigação frente às urgentes ações de mudanças climáticas que fazem parte de um esforço global para deixar a temperatura do planeta
em 1,5º C até o final deste século. Junte-se a nós!”

Auditor de Normas ISO – Mr. Vasconcellos – Presidente do INCT CO2 Zero

 

Entre em contato agora mesmo:  Instituto Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação CO2 Zero fica localizado no SHS – Setor de Hotéis Sul  Quadra 06, Complexo Empresarial Brasil 21, Bloco A, Sala 501 – Asa Sul  Telefone +55 (61) 2107-9404 – CEP:70316-000 – Brasília DF

 

Se preferir fale com o presidente Mr. Vasconcellos pelo whatsapp (61) 98182-6007 (full time)